Vai para o Rock in Rio? Confira nossas dicas

No mês de setembro de 2017 fomos para o Rock in Rio e aproveitamos para conhecer Arraial do Cabo, que fica a 2h30min da capital. Se quiser saber tudo sobre esse paraíso, clique aqui.

Sobre o Rock in Rio, não temos palavras para descrever, mesmo que você não seja amante do Rock, como nós somos, vale muito a pena ir só pelo evento em si, é sensacional!!! Tem muitas atrações e a organização e estrutura são impressionantes. Vale um destaque para o show de fogos e drones sincronizados com música na abertura dos shows, é muito emocionante. Sem contar a energia que você sente, não tem como explicar, só estando lá para saber. Veja este vídeo abaixo para ter um gostinho de como é.

Fonte do vídeo: Multicopter Drones para Topografia e Agricultura, disponível no Youtube.

Nós compramos ingressos para dois dias de eventos, sexta e sábado. No primeiro dia, a banda principal foi o Aerosmith e no dia seguinte, Bon Jovi. E é aí que vai a minha primeira dica com base em um erro que cometemos.

Dica de ouro: NÃO COMPRE INGRESSO PARA DIAS SEGUIDOS DE EVENTO, DÊ UM INTERVALO DE UM DIA PARA DESCANSO!!! Nós queríamos muito ver o show do Aerosmith e do Bon Jovi que são minhas bandas favoritas e está entre os top 10 do Fer também, maassss o Aerosmith era na sexta e o Bon Jovi no sábado (dia seguinte) e fizemos a burrada de querer ir nos dois, quase morremos!!!

Nós nunca tínhamos ido em um evento desse calibre e não tínhamos ideia do quão cansativo é. Como eu sou muito fã mesmo do Aerosmith, por volta das 17h já armamos acampamento perto do palco principal e o show começou por volta da meia noite. Quando o horário do show foi se aproximando, ficou muito apertado, não tinha como sentar ou mesmo sair para ir ao banheiro.

O vídeo abaixo teve “o momento do show”, com o Steven Tyler em cima do piano e o Joe Perry solando ao seu lado na música Dream On.

Fonte: Rafael Freitas, Youtube

Saímos de lá destruídos de cansaço, com muita dor no pé, pernas, costas… Chegamos por volta das 5h da madrugada na pousada onde estávamos hospedados. Porque se a ida foi difícil (pegamos 2 ônibus, um deles tão lotado que não conseguimos descer no ponto que precisávamos), meu amigo, você não tem ideia da volta! As linhas de ônibus especiais para o evento, BRT, que funcionam 24h, não cobrem exatamente tudo e a pousada que pegamos ficava a aproximadamente 1km do ponto. Na ida, pegamos uma linha de ônibus comum para chegar ao ponto do BRT, mas ela não funcionava de madrugada e também não achamos nenhum táxi, a rua estava deserta, sem uma alma penada e nem conseguíamos conectar o Uber porque o app ficou congestionado de tanta gente usando ao mesmo tempo.

Portanto, planeje bem sua volta. Se o BRT não para pertinho da sua hospedagem, já deixe combinado antes com um taxista ou motorista de app. Mas enfim, perrengues a parte, valeu muito a pena, o show do Aerosmith, foi o melhor show que já assisti em toda a minha vida. Nunca senti uma energia tão vibrante. Além do talento vocal do Steven Tyler, a sua presença de palco é um show a parte. Valeu muito a pena ter ficado tanto tempo em pé para guardar lugar pois conseguimos ficar pertinho do palco, mesmo espremidos, rsrsrs.

No dia seguinte, quando o Bon Jovi era a atração principal, estávamos muito cansados. O show foi incrível também, mas com certeza teríamos aproveitado bem mais se tivéssemos dado um dia de intervalo para descanso. Eu gostei muito do show, mas sinceramente gostei muito mais do dia anterior.

Abaixo tem uma de nossas favoritas, Living on a Prayer.

Fonte: Jorge Marques, Youtube.

Nós também aproveitamos esse dia para explorar melhor a Cidade do Rock, havia vários palcos menores com apresentações, uma praça de alimentação Gourmet e até uma Arena de Jogos que o Fer amou.

Então aí vai mais uma dica: se você quer muito aproveitar o show principal, que geralmente acontece bem tarde, por volta da meia noite, chegue um pouco mais tarde no evento e poupe suas energias, foi o que fizemos no primeiro dia, para o show do Aerosmith. Agora se você quer curtir o evento ao máximo, chegue o mais cedo possível, pois tem muita coisa para ver, nós nem conseguimos ver tudo, nós fizemos isso no segundo dia. Só faltou mesmo o planejamento para colocar pelo menos um dia de descanso.

No dia seguinte ao evento, durma até tarde, curta uma prainha de leve e nem pense em ficar batendo perna, pois não é uma boa ideia, recupere suas forças, pois com certeza você irá precisar.

Foi uma experiência magnífica participar do Rock in Rio, acho que todo mundo deveria ir pelo menos uma vez na vida neste evento. A única coisa que me deixou um pouco triste é que nem conhecemos o Rio, viemos só para o evento e já fomos para Arraial no dia seguinte porque o Fer estava morrendo de medo de andar pela cidade. Essa viagem foi bem naquela época que estava tendo aquelas operações de desarmamento nas favelas, a gente só via desgraça na televisão. Mas mesmo assim, eu queria ter ficado uns 2 dias pelo menos para passear.

Comente embaixo se você conhece o Rio. Você já foi no Rock in Rio? O que achou? Nos dê sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *